22/01/2009


' Ela vai por aí essa noite - só.
E ele, em casa, planejava encontrá-la pra consumar aquilo que se confessaram.
Ela é bonita feito os ipês amarelos que contrastam com os céus da primavera.
Ele tem pinta de último romântico, ouve musica clássica, toma vinho e recita poesias.Misteriosamente se completam assim.
Ela gosta de ser solidária, e talvez isso o tenha feito se enamorar dela mais rapidamente.
Mas pode ter sido também porque ela tem um sorriso precioso que ilumina o mundo inteirinho de uma só vez.
Ele tem aquele jeito de quem já sofreu por amar demais e apostar todas as suas fichas em quem não merecia tanto crédito.
E ela tem mãos macias que o fazem acreditar em tudo outra vez.
Que o deixa sonhando por noites e noites à um simples toque na coxa esquerda – enquanto confessam seus planos e vontades. Ainda secretos.
Ele sonha todos os dias com os beijos dela.Ela sabe fugir o olhar quando fica insuportavelmente difícil resisti-lo. E ele elegante não insiste.
Porque neste caso os olhos não vêem, mas o coração sente.E ele sabe ter a paciência de um girassol que durante a noite sabe esperar o sol se erguer outra vez na manhã seguinte.
Todavia ele a deseja, e sabe sentir seu perfume só com o pensamento. E então sente tudo outra vez: as mãos macias dela nas mãos macias dele, a pele doce dela no paladar dos desejos dele, o idioma romântico dela somado ao ar apaixonado dele.
Hoje ela vai sair, só, e vai procurá-lo, mas não vai encontrar.Porque ele hoje vai ficar em casa tomando seu vinho tinto e perguntando às estrelas como deve ser estar ao lado dela.
Vai fazer muito frio, mas ele vai suportar.Ela vai sentir falta dele.E ambos passarão a noite pensando um no outro e bendizendo ao acaso.
Assim tudo vai crescer,E pode ser que comece um novo Amor. '
By Texto: .. Desconheçido

Nenhum comentário: