13/02/2009

Nem tentem.. nao funcionará

' Ouçam vocês, 
Senhores de olhos latentes!
Por que vêem tanta maldade no amor que eu sinto?
Por que insistem em olhar por entre as frestas
Se a única maldade que há de se encontrar
É a maldade das tuas próprias mentes?
Não manipulem senhores, o amor que sinto...
Porque da chuva breve que regou a minha terra
Estas são as flores que mais esmero,
Contudo vocês desprezam a beleza das pétalas de seda
E tentam pintar espinhos com tinta óleo,
E folhas secas...
Ah! Mas a miséria está no teu olhar!
Porque o amor que sinto reúne mais de sete cores
Reúne mais palavras que se possa imaginar
São palavras ditas, palavras caladas
Palavras dos olhos...
E esse amor que sinto
De tão perseguido é amor resistente
De tão impedido é o amor que mais cremos
Porque esse amor é amor alado, é amor a lado.
Não tentem senhores!
Não se cansem à toa, não trabalhem em vão!
Porque esse amor não é daqueles que se apaga com tufões ou vendavais,
Nem eu mesma saberia tirá-lo de mim
Ou apagá-lo, tanto faz...
O amor que sinto é amor de escudo,
De taças de cumplicidade
E por mais sensível que pareça ser por sua suavidade
E rochedo e há de suportar até o fim... ' 

By Texto: Artista Desconheçido

Nenhum comentário: