24/05/2009

Não sei te dizer como, quando e onde .Parte I

Coisas que não se podem mudar ,
Coisas que não tem volta ,
Meu sentimento por ti .

Ele apoia o cotovelo na cama e está a olhar pra ela. Seu corpo satisfeito, sua mente vazia, existia apenas ela.
Seus corpos nus na cama, depois do ato de amor. Não existia culpa, apenas satisfação, novamente desejo e admiração.
Ela olhava para o outro lado, como se não pudesse sequer encara-lo.
Ela se agarrava a coberta branca puxada sobre seus corpos minutos antes. Como se agora pudesse se proteger de algo.
A mente dele não conseguia nem ordenar seus proprios pensamentos. Ele deita sua cabeça novamente no travesseiro, perto da face dela virada para o lado.
Passa o braço meio que possessivo e carinhoso por sobre sua barriga, segurando de leve na sua cintura. Ela ainda não o olha, imovel, meio que estatica.
Ele sobe a propria mão e acaricia de leve seu rosto, colocando seus cabelos atrás da orelha.
- Eii _ ele fala meio que sussurrando, a voz ainda rouca.
Ele com o indicador, trás seu rosto mais para perto, a fazendo olhar em seus olhos.
Naquele instante ele sabia.. ele estava perdido.
Ela vira um pouco pra ele, olha para a sua boca até que levanta o olhar e o encara plenamente.
Ele mergulha naquele verde tão lindo. Nesse instante ele perde as palavras. O sentimento que o tomou foi muito forte.
Ela o olhava, seus olhos quase brilhando.
Ele segura sua nuca de leve, fazendo carinho, passando um dedo pelo rosto dela.
Ele olhava em seus olhos, ah aqueles olhos.
- Voçê se arrependeu ? _ a voz ainda mais rouca de antes, devido ao medo, ansiedade da resposta dela.
Ela o olhou por varios instantes, que pareçiam mais uma eternidade angustiante.
- Não _ foi a resposta dela meio baixa. _ Eu.. não sei como me expressar, como dizer pra voçê que eu não sou assim, que não deveria ter aconteçido assim, mais foi maravilhoso, só que ..eu gosto tanto de voçê, eu .._ olhando-o como se esperasse que ele dissese algo,mais ela se cala. _ Não me arrependo. _ veio a resposta enfim.
Ele olhava pra ela, com uma expressão indecifravel. Ele sentiu la dentro, ele sentiu um ventinho quando ela não disse as palavras que ele tanto queria ouvir. Ele gostou da resposta.
Ele sorriu, um sorriso que para ela como sempre fez derreter seu coração.
.. continua

By Texto: Josi Keller

9 comentários:

Juliano disse...

Espero ansioso a continuação..!

bjoooooos e boa semana pra você..

Giselle disse...

Jo,
uauuuuuu arrasou, amei o texto, muito bem escrito e decrito, mal posso esperar para ler o próximo cxapítulo, rs...
Linda semaninha para ti,
súper beijos

zoiandu disse...

menina posta logo a continuação foi mto divino AMEI

Atreyu disse...

Gostei do final!
[aaaaaa]
Continue logo

Passa lá

Rute Almeida disse...

Um momento de amor tão bem captado...
Adorei! Quero o próximo!

Beijos!
Boa semana!

LP disse...

=) Sensibilidade... momentos em par, ímpares né!!
BeiJOSI!!!! Te admiro demais, menina!

Yasmin disse...

amor, paixão, tudo tão bem colocado, delicado, espero a continuação
:)

Pâm disse...

amei o texto, muito bem descrito, um ótimo momento da menina que não havia se arrependido, pois o sentimento dela deve ser maior. Tudo é maior quando se tem amor, e isso é uma coisa linda. Ansiosa pela continuação (:

beeeijo

nicinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.