09/08/2010

Luzes da cidade


Era um corredor vazio, e escuro, sem luz a vista. Talvez até sem portas ..
O pouco que podia enchergar era as paredes iluminadas pela lua, e a sua sombra adiante. A sombra não ficava parada, parecia rodar.
Não sabia que horas eram. Pensando bem, nem que dia.
A garota dos cabelos negros, vestida apenas com regata e calcinha, prosseguiu pelo corredor, se apoiando ás vezes nas paredes. Virando a esquina ela viu luzes na sala, projetadas pelo vidro da varanda.
Ela foi chegando mais perto, até estar diante do vidro, contemplando uma cidade grande acordada, ao que parecia madrugada.
A sonolencia estava passando. Tudo estava claro agora. Por um instante desejou voltar a escuridão.
Olhando as luzes da cidada, lembrava da sua solidão. Ás vezes as conquistas tem seu preço.
Talvez não seja sua culpa afinal, ou talvez ela sempre afastava as pessoas. Pensava ela consigo mesma.
As pessoas conseguem viver apenas de aparencia ? Se perguntava. Deseja ela ser futil as vezes. Ou talvez seja.
Não era morte, não era doença, não era discordias. Era angustia. Pura, aos montes. Era vazio.
Queria ligar para os amigos. Os verdadeiros, sinceros, raros. Mas necessitava passar por tudo sozinha, era preciso.
Outra pontada de dor. Talvez fosse fome, não se lembrava a que hora comera. Mas era mais que isso..
Apoiando a mão no vidro, fechou os olhos por instantes que pareciam horas.
Ao abrir os olhos contemplava um lugar diferente. Era apenas o teto da sua casa. Ventava frio, madrugada.
Estava ofegante, passa a mão pelo rosto afastando os cabelos.
Foi apenas um sonho. Repetia .. mas não se convencia.

Eu não sei quando
Eu estarei em sua rua
Mas eu sei que um dia irá acontecer..
Street Map - Athlete

4 comentários:

Gilbamar disse...

Texto muito interessante e bem escrito. Parabéns, seu blog continua lindo.

Abraços poéticos de Gilbamar.

Chica disse...

Lindo texto,como sempre,Josi!um lindo dia,tudo de bom,chica

ૐ 'Priiscylα disse...

Talvez ela precise passar tudo sozinha, para que renove suas forças e começe de novo, dê tudo certo.
adorei flor, beijo *;

Lu disse...

"As pessoas conseguem viver apenas de aparencia ? Se perguntava. Deseja ela ser futil as vezes. Ou talvez seja."]
Gostei desta parte, sempre penso nisso. Pq eu não sei ser politica. E fazer o que as pessoas fazem, fingir, fingir que tudooo está bem. --'

Adorei.
bjs