06/08/2011

O bastante para essa noite

O sol está se pondo, já começa a chover. E pouco a pouco no decorrer do momento que as gotas de chuva vão caindo, vai lavando também minha alma, meu coração.
Lavando-o de toda essa impureza, lixo e bagunça que existia ainda há pouco. A angústia me escorre corpo á baixo em direção ao chão.
Nesse momento eu choro. De alivio e de alegria.
Não me imaginava chegando aqui, não me imaginava tocando, vivenciando paz e calmaria. A tempestade de chuva que me molhava, tinha certo Q de purificação.
Fico algum tempo assim, olhando para o céu, para a rua, os carros ao longe. Revivendo, relembrando, mas em paz.
A chuva diminui o ritmo agora, e já me sinto mais leve...
Volto para casa lentamente, e ao me olhar no espelho naquela noite, me vi. Como há muito tempo ou nunca tinha me visto antes. E sorri, pois reconheci aquela pessoa cheia de defeitos e falhas, mas com o coração cheio de vontade de tentar novamente e da maneira certa.
As cicatrizes estão aqui, afinal foram cortes profundos. Mas a noite está cheia de estrelas, e para mim, isso é mais do que suficiente. É mais do que eu poderia pedir. É ideal!

Um comentário:

Thalita Souza disse...

Incrível como a chuva nos dá inspiração,lava nossa alma !!