02/11/2011

O que você faria?

    Desculpe levar tanto tempo para lhe contatar. Ás vezes, precisamos de tempo para saber o que dizer.
    Bom, a vida tem sido dura, o tempo severo, as pessoas pensam que jamais vão morrer, e nossas escolhas são baseadas em momentos ou sentimentos como medo e raiva.
    Devemos nos concentrar nessa verdade: O tempo corre, os segundos passam, e no próximo minuto posso nem estar aqui pra lhe dizer palavras como: "Você significou muito para mim" ou "Um gesto, uma palavra sua, mudaram minha vida". Então eu as digo agora, enquanto ainda tenho essa oportunidade, mesmo distante, mesmo ínfima, digo agora mais essas palavras: O amor é o que me move. E enquanto eu viver, viverei para fazer esse amor existir e valer a pena. Mesmo calado, quieto ou até mesmo omisso. Ás vezes o maior amor é aquele que não se pronuncia e nem exige nada. Mas saiba, nunca ninguém amará como eu.
   O destino, o acaso, ou até mesmo o subconsciente tem uma forma estranha de trabalhar e nos forçar a fazer sua vontade. Mas o que existe e permanece no coração é algo completamente diferente. A verdade, o sonho mais próximo, a realidade mais distante, é a que tenho em meu coração.
    Hoje me veio a seguinte pergunta em mente: O que você faria se soubesse  que  tem menos de um minuto de vida?
   E minha resposta imediata foi: Faria cada segundo valer a pena. Com o que tivesse. Mas os melhores últimos segundos da minha vida, seria se fossem passados com você. O seu sorriso moverá montanhas, e se não mover, saiba que move todo o meu coração.
    Se pergunte: O que você faria se soubesse que tem menos de um minuto de vida? 
   Pense, e tome como resposta a imediata, a que seu coração mandar. E faça logo, agora, enquanto ainda respira e os segundos existem...
 

Um comentário:

Unknown disse...

Eu NUNCA li nada tao perfeito!!!! Sou sua fã.
Beijos continue escrevendo, descobri seu blog hoje, mas nao desgrudo dele nunca mais. rsrsrs