09/10/2012

Noite de Estrelas


          Era uma noite bonita, uma noite de grandes estrelas brilhantes – daquelas que te fazem pensar em fazer um pedido... Mas eu não o fiz. Não tinha nada o que desejar. Acreditava que tudo fica melhor quando não se sabe o que quer, e as coisas simplesmente vão aparecendo sabe... Viver para surpresas e novidades. Liberdade resumia; liberdade de expressão, de ação, liberdade de sentimento.
          Da minha sacada, com uma dose de whisky na minha mão eu pensava; sempre gostei de coisas fortes. Sim, sempre gostei de coisas intensas; beijos sem fins, olhares profundos, um arrepio ao mero toque, sorrisos confidentes, viver um dia de cada vez. Ao mesmo tempo, eu sei, não são meros olhares, meros beijos que me tocam... Poucas coisas realmente entram, ficam. Sorri para a noite e bebi mais uma dose da minha bebida favorita o que apenas deu assas aos meus pensamentos; lembrando de coisas fortes e intensas me lembrei de você, daquele seu sorriso, seu olhar, de declarações silenciosas de paixão. Conhecia-te há tantos anos, tanta coisa se passou, tantas pessoas se passaram para mim, tantas pessoas se passaram para você, porém a gente não se esquece; como você disse: o que marca a gente não esquece. Eu não te esqueço. Fechei os olhos e sorri mais ainda ao me lembrar de você mordendo meu ombro, meu pescoço, minha bochecha e minha boca enquanto te contava o estresse de meu dia de trabalho, você apenas falava hum, humrum e me ignorava dizendo que devíamos pensar em coisas boas. Sim, você sabe me fazer ficar bem.
          Apenas me lembrar de você aquecia por dentro, trazia um sentimento bom, uma alegria disfarçada. E ao constatar isso me congelou a alma, meu sorriso desapareceu, o whisky perdeu o sabor.
          Foi então que comecei a me apaixonar violenta, profunda e imediatamente. Comecei a não saber onde colocar nem os olhos, nem as mãos, nem os pés, e pensei alto dentro de mim “desculpa, tenho que ir, não me sinto bem nesses lugares”.

3 comentários:

ૐ 'Priscylα disse...

É incrível como uma pessoa tem o poder de fazer essas coisas com a gente, e é bom ter o mínimo de pedidos possíveis, assim coisas boas e inesperadas nos surpreendem :)
Beijo Josi :)

Kimberley disse...

amei muito lindo
=)

R. Vieira disse...

Intenso teu pensar.
Incrível teu escrever!
Adorei mesmo.
Vou sentar-me por aqui para ler mais. =)