02/06/2013

Save Yourself

Desejava não ser  frágil, e ao invés disso, era dura.
Tolos, não percebem que isso é autopreservação?
Ela não quer precisar de ninguem. Ela não quer se expor demais.
16 de abril, 13:30pm; Ela parou por um instante, tirou os fones de ouvido da bolsa, colocou uma musica bem alta, não se escutava nem seus proprios pensamentos. Seus olhos não olhavam para nada, nem para ninguem. Estava tudo quieto ali, no alto, ninguem a via, ou sabia onde estava, e lá estava ela, seus cabelos negros balançavam conforme o forte vento, e pelo seu rosto, gotas de chuva desciam até encontrar o chão. Pobre menina que tem tudo.
21 de maio, 18:35pm; Se acolhendo mais no moleton ela andava, tocava jack johnson nos seus ouvidos, bem alto, e ela continuava andando. Sabia que não tinha para onde ir, sabia que não havia ninguem para encontrar, mas andava, virava quarteirões e mais quarteirões, sem motivo, sem destino, apenas queria andar, se distrair, ficar longe de tudo e todos. Seus olhos, não captavam nada nem ninguem, eram vagos, inexpressivos, e novamente gotas de chuva passeavam pela sua bochecha. Pobre menina que tem tudo.
Ela tem perdido a cabeça.
E você nem percebe.
Você nem se importa.
Ela tem que salvar a si mesm.a. 

Nenhum comentário: