25/10/2013

not anymore

Um copo de bebida foi arremessado contra a parede, se estilhaçando em dezenas de caquinhos... Parecia-se tanto com seu interior.
Erros são cometidos. Falsas verdades são contadas. Sonhos que viram pesadelo são reais.
É de uma dor lastimável acordar de um torpor depois de cometer a mesma estupidez repetidamente. Tempo, energia e inocência são desperdiçados a cada tentativa, a cada 'mais uma vez'.
Tantos planos, tantos sonhos de olhos abertos, tantos sorrisos... Em vão. Nunca sequer começou, nunca foi mais do que uma idiotice da cabeça dela.
O maior pecado desse grande erro, foi ser falado e descrito tantas e tantas vezes, despreocupadamente mas com tamanha profundidade... Oh, pobre alma.
E naquela noite ela tentou, ela tentou apagar/tirar tudo o que já estava dentro, e ao fazer isso, ela tirou uma grande parte de si. Olhando para a escuridão da noite e abraçando a si mesma, pensava "Não mais..."
O pior de tudo, é que no fundo ela sabia, ela sabia, que faria tudo novamente.
Cada pedaço seu gritava "Não mais..."

Nenhum comentário: