16/01/2014

Everlasting

Sinto seus dedos lentamente subindo, da base da minha coluna até chegar ao meu pescoço, por debaixo dos meus cabelos os segurando firme enquanto devora minha boca. Ao mesmo tempo sua outra mão segurava firme minha bunda, para depois descer à minha coxa e suspender meu corpo de forma que minhas pernas entrelaçam ao redor da sua cintura. Estamos ambos ofegantes. 
Minha cabeça repassa pensamentos. Era apressado, eu sei. mas eu conhecia mais deste garotão em 5 dias do que eu conheci meu ex em 2 anos. O que eu sentia era importante. O garotão e eu conversávamos por horas, daquelas conversas intensas, profundas, olho no olho; eu até tentava escapar daquela hipnotização, mas quando nossos olhares se encontravam, acendia não apenas meu corpo, meu desejo, mas meu coração... Isso era incomum para uma pessoa como eu. Por isso ele era especial. Ele tinha algo. 
E... Eu não conseguia pensar. Agora ele beijava um pouco abaixo da minha orelha, enquanto seu quadril pressionava o meu. Antes deste momento, eu não sabia o que era querer/precisar tanto de alguém. Eu me segurava em seus ombros, uma mão em seus cabelos, de olhos fechados e tudo estava tão intenso. Ambos sentíamos uma eletricidade, uma atração tão grande um pelo outro. Ele encostou em uma parede logo atras de si, e foi me soltando devagar, me fazendo deslizar pelo seu corpo. Ficamos assim, sabe se lá por quanto tempo. Nossos corpos próximos, nossos rostos colados, nossas respirações se misturando. Não conseguiria identificar onde começava e onde terminava a minha. 
"Fique esta noite comigo; quero dormir com você em meus braços", ele disse depois de um tempo.
Eu suspirei profundamente e estremeci. Como não? Ele sorria e eu me derretia. O que seria de mim se eu me permitisse a conhecer todos os lados do garotão? Se ele me tocasse, se a gente se tocasse mais, se ele falasse mais com aquela voz rouca de desejo... Eu iria entregar não só meu corpo, como também meu coração. Eu poderia dizer; 'Sou sua. E quero que você seja só meu.' Era realmente o que eu pensava; não queria ser de mais ninguém. Havia um eco na minha cabeça que perguntava, 'O que deu em você??'
Eu o abraçava, e por estar tão perto, sentia a mistura do aroma do seu corpo e do seu perfume. Estávamos de olhos fechados, pelo menos eu estava. Pensei tanta coisa em tão pouco tempo, ou em muito tempo... Quem sabe. O tempo não fazia sentido quando estávamos juntos. Finalmente olhei em seus olhos, acariciei seu rosto, memorizando cada detalhe, cada curva.
"Não posso.Eu quero mais do que uma unica noite contigo. Queria eu, que tudo isto fosse de forma diferente." Entremeio minhas palavras, eu não poderia deixar de sorrir, tanto para suavizar minhas palavras quanto pelo carinho que sentia... Beijei seus lábios de modo suave, mas demoradamente enquanto segurava seu rosto. "Obrigada por me mostrar que eu mereço e posso ter mais. Acho que vivemos por isso, para sermos eternos e marcantes na mente e no coração das pessoas. Você me será eterno."
Não restava nada a dizer. Fomos tudo o que poderíamos ter sido. Mistura de sonho e realidade. 
Mas... É só um sentimento que eu tenho.. Eu ainda não terminei.

Nenhum comentário: